Nova Cartografia Social Da Amazônia

INAUGURAÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS E SABERES ESPAÇO CULTURAL INDÍGENA KOKAMA YATS+ +K+RA


No dia 18 de junho de 2017, o Coordenador do Projeto Nova Cartografia Social da Amazônia (PNCSA) Alfredo Wagner Berno de Almeida acompanhado da Diretora do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) do Rio de Janeiro Heloisa Maria Bertol Domingues, a convite da Gerente de Educação Escolar Indígena da SEMED e Pesquisadora do PNCSA Altaci Correa Rubim Kokama, estiveram presentes na Rua Francisca Mendes, nº116, Bairro Cidade de Deus, Manaus-AM para realizar, junto a lideranças indígenas, a inauguração do “Centro de Ciências e Saberes – Espaço Cultural Indígena Kokama Yats+ +k+ra”, iniciativa do projeto chamada MCTI/CNPq/SECIS Nº 85/2013: “Centro de Ciências e Saberes: experiências de criação de “Museus Vivos” na afirmação de saberes e faze-res representativos dos povos e comunidades tradicionais”, realizado pelo PNCSA, UEA, MAST, UEMA e Associação dos Índios Kokama Residentes no Município de Manaus (AKIM).

O projeto Lua Verde foi pensado pela professora de língua indígena Kokama e Gerente de Educação Escolar Indígena da SEMED Altaci Corrêa Rubim e contou com a parceria do PNCSA. O objetivo deste centro é vitalizar a língua Kokama para as crianças, jovens e adultos realizando um trabalho pedagógico no ensino bilíngue Kokama/Português.

A cerimônia também contou com a participação da equipe de pesquisadores do PNCSA para realizar a cobertura da inauguração do “Centro de Ciências e Saberes Kokama Yats+ +k+ra” e se fizeram presentes 04 pesquisadores, Murana Arenillas, Maria Meneses, Elieyd Menezes, Rosiane Lima e o colaborador do PPGCASA/UFAM Pedro Mariosa.

A inauguração do “Centro de Ciências e Saberes Espaço-Cultural Indígena Kokama Yats+ +k+ra” teve início às 09:00h do dia 18 de junho de 2017 com a presença do Patriarca do Povo Kokama do Brasil Edney da Cunha Samias, o Presidente da Associação dos Índios Kokama Residentes no Município de Manaus Carlos Cezar, o Coordenador do PNCSA Alfredo Wagner Berno de Almeida, a Diretora do MAST Heloisa Maria Bertol Domingues, o Cacique do Grande Vitória Francisco Maricaua, a Cacique da Comunidade Nova Esperança Kokama Maria do Perpetuo Socorro e o Cacique do Bairro das Nações Indígenas Augusto para a composição da mesa de abertura da cerimônia, no qual os mesmos fizeram seus discursos de honra e agradecimentos:

“[…] a minha comunidade está formando jovens professores […] isso é importante para o fortalecimento do nosso grupo, para mim é uma honra poder estar aqui nesse espaço da professora Altaci, poder ver esse trabalho maravilhoso que ela está fazendo […] os Kokama não eram reconhecidos em Manaus foi toda uma luta, todo um processo e hoje inaugura isso aqui e a gente fica gratificado com isso, e isso vai fortalecer em Tabatinga pra fortalecer essa luta mais ainda e fortalecer a língua materna […] ainda tem aqui na minha cabeça algumas coisas que minha vó falava, eu só preciso ter um livro de referência pra eu ter a certeza do que eu estou falando. Então hoje é um presente para mim e eu fico muito grato”. (Cacique Francisco Maricaua)

Durante o evento houve, também, a entrega e apresentação do catálogo do “Centro de Ciências e Saberes Espaço Cultural Indígena Kokama Yats+ +k+ra” com as pinturas que contam histórias antigas dos mitos de origem Kokama (mãe dos peixes, o jabuti e o veado, pescaria com timbó, pescaria com malhadeira, o boto e as crianças, a águia e o urubu entre outras), além da participação de atrações culturais com o grupo da professora Ednai da Comunidade Kokama do Grande Vitória e o grupo formado pelo cantor e tocador Cajueiro, pela Professora Célia Rossi e por Altaci Rubim para uma apresentação cultural programada especialmente para a ocasião.

“[…] Cada imagem aqui tem um significado […] como é um ambiente intercultural aqui nós temos a imagem do planeta terra das Américas, como conta a história, a lágrima da lua e a lágrima do sol representam a águia e o urubu que formaram as Américas e com isso eu fiz questão de colocar em cima porque a gente está com um pé na aldeia e um no mundo, na interculturalidade e conhecimentos tradicionais a gente tem que estar atrelado aos novos conhecimentos, as novas tecnologias […] nós temos que marcar a nossa classificação do nosso jeito, ninguém fala como nós temos que fazer, nós não temos que seguir uma regra para pintar a nossa cultura, a cosmovisão é nossa, nós entendemos o que nós estamos fazendo […] então cada desenho aqui é uma história que, quando nosso centro estiver em atividade, os aprendizes da língua vão aprender a língua por meio da cosmovisão, nós não vamos estar ensinando a língua mecânica sem você saber o contexto porque você está falando isso […] quando nós projetamos esse centro foi para que isso que você está vendo fizesse vir à memória a língua… através das histórias, porque isso é o nosso cotidiano nas aldeias… através do desenho eu posso até não falar Kokama mas se eu olhar aqui vou ter uma leitura através da cosmovisão”. (Gerente de Educação Escolar Indígena da SEMED Altaci Corrêa Rubim)

No encerramento do evento foi então inaugurado o Centro de Ciências e Saberes Espaço Cultural Indígena Kokama com a consagração do espaço e abertura da placa de inauguração feita pelo Patriarca do Povo Kokama do Brasil Edney da Cunha Samias. Ao final da sequência cerimonial foi oferecido um café da manhã com comidas e bebidas típicas para o público presente.

Composição da mesa da direita para a esquerda: Cacique da Comunidade Nova Esperança Kokama Maria do Perpetuo Socorro, Cacique do Grande Vitória Francisco Maricaua, Diretora do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) Heloisa Maria Bertol Domingues, Coordenador do PNCSA Alfredo Wagner (com a palavra), Presidente da Associação dos Índios Kokama Residentes no Município de Manaus Carlos Cezar e Patriarca do Povo Kokama do Brasil Edney da Cunha Samias.

Gerente de Educação Escolar Indígena da SEMED Altaci Correa Rubim apresentando e entregando às lideranças presentes o catálogo de pinturas que contam histórias antigas dos mitos de origem Kokama do Centro de Ciências e Saberes Espaço Cultural Indígena Kokama Yats+ +k+ra.

Gerente de Educação Escolar Indígena da SEMED Altaci Correa Rubim contando a história sobre a imagem do planeta terra das Américas e sua formação a partir da lágrima da lua e a lágrima do sol representada pela águia (gavião real) e o urubu.

Apresentação cultural do grupo formado pelo cantor e tocador Cajueiro, acompanhado das professoras Altaci Rubim e Célia Rossi.

Lideranças, autoridades e público presente na inauguração do Ciências e Saberes Espaço Cultural Indígena Kokama Yats+ +k+ra (Lua Verde).

Consagração do Centro de Ciências e Saberes Espaço Cultural Indígena Kokama Yats+ +k+ra feito pelo Patriarca do Povo Kokama do Brasil Edney da Cunha Samias.

Café da manhã com comidas e bebidas típicas oferecido ao público presente.

Artigo anteriorINAUGURAÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS E SABERES TRADICIONAIS KOKAMA ANTÔNIO SAMIAS NA COMUNIDADE INDÍGENA KOKAMA DO RAMAL DO BRASILEIRINHO, NA CIDADE DE MANAUS-AM Próximo artigoAtividades do Projeto Nova Cartografia Social no sul do Piauí